Rinoplastia
Rinoplastia

A rinoplastia é considerada um dos procedimentos mais complexos da cirurgia plástica. Afinal, seus resultados determinam a harmonia e o equilíbrio do rosto.

A correção estética e funcional do nariz pode mudar a aparência ao aumentar, diminuir ou alterar a forma, ângulos, proporções e contorno nasal. Além disso, a cirurgia ainda promove uma melhora da função respiratória.

Contudo, alguns elementos da beleza são universais, como a harmonia e a simetria, por exemplo. Por isso, não existe um nariz ideal, um padrão a ser seguido.

O objetivo primordial de qualquer tipo de rinoplastia estética é realçar a beleza natural do nariz de maneira a torná-lo harmônico com a face.

De toda maneira, a mudança proporcionada pela cirurgia pode trazer mais autoconfiança e melhorar a vida do paciente.

Técnicas

A cirurgia de rinoplastia pode ser executada por diversas técnicas, dependendo das características particulares de cada paciente, seus objetivos e expectativas para o resultado final.
Conheça algumas técnicas utilizadas pelo Dr. Jessé Lima em Brasília:

Rinoplastia estruturada
A rinoplastia estruturada ajuda a promover mudanças na aparência e na parte funcional. Isso porque a técnica permite manipular as partes óssea e cartilaginosa sem que haja um enfraquecimento do suporte das principais estruturas que compõem o nariz: pele, osso e cartilagem.

Retira-se material do corpo do paciente, mais frequentemente cartilagens do próprio nariz e, se necessário, das orelhas e costelas para reforçar e restaurar a sustentação. Com isso, consegue-se melhor resistência de toda a estrutura nasal.

Rinoplastia preservadora
A técnica preservadora preza por acessos precisos. Sendo assim, a dissecção é minuciosa, ou seja, o descolamento do nariz é realizado em um plano bem ajustado. Esse tipo de rinoplastia é realizado com o intuito de identificar e preservar estruturas nobres e importantes, como ligamentos e algumas regiões de junção das cartilagens e ossos.

Além disso, quase não se utilizam enxertos. Isso porque a sustentação é feita por meio dos ligamentos e partes conservadas e da adaptação das estruturas existentes.

Rinoplastia ultrassônica
Na rinoplastia ultrassônica, o cirurgião faz uso do bisturi piezoelétrico — um aparelho especialmente desenvolvido para o corte ósseo. Tal bisturi permite trabalhar com maior precisão sobre o osso e a cartilagem para esculpir e modelar a região do nariz.

Os cortes são feitos com micromovimentos rápidos e precisos e a baixa frequência do aparelho preserva cartilagens, mucosas e vasos sanguíneos. É possível retocar exclusivamente as partes que afetam a harmonia da face e as funções do nariz e utilizar enxertos especiais para um melhor resultado estético e funcional.

Rinosseptoplastia
A rinosseptoplastia é a técnica cirúrgica que une septoplastia e rinoplastia para a correção do desvio de septo e de problemas estéticos no mesmo procedimento. 
Rinoplastia étnica
A rinoplastia étnica pode corrigir as peculiaridades que, porventura, incomodem o paciente, preservando a identidade cultural. A fim de respeitar o equilíbrio e a proporção nasofacial, em uma rinoplastia étnica, o especialista leva em consideração, além das características étnicas do nariz, as particularidades naturais do rosto do paciente. Portanto, o médico tenta dar ao nariz a melhor forma possível para gerar harmonia entre ele e o restante da face.
Redução da base alar
O procedimento, popularmente conhecido como alectomia, pode ser feito de maneira isolada ou como parte de uma rinoplastia. O principal objetivo da alectomia é diminuir a largura alar — o tamanho das asas do nariz. Para isso, parte do tecido adiposo e da pele é retirada e o restante é reposicionado. Além disso, são corrigidas as assimetrias existentes.

Como parte de uma rinoplastia, a redução de base alar é um dos últimos passos da cirurgia e as incisões são feitas na columela e nos sulcos alares. Além das asas, nesse caso é possível corrigir também problemas na estrutura do nariz, no dorso e na ponta.

Rinomodelação
A rinomodelação é um procedimento não cirúrgico para a correção de pequenas assimetrias no nariz. Por meio dela, o cirurgião injeta substâncias de preenchimento — como o ácido hialurônico — nas regiões que precisam de harmonização. Portanto, não há modificações na estrutura e função e também não é possível diminuir o nariz, por exemplo.

Mas, apesar de não ser uma intervenção duradoura, a rinomodelação é uma opção de aperfeiçoamento estético sem cortes para quem quer evitar a rinoplastia.

Avaliação 3D

Com Vectra o 3D — ferramenta desenvolvida pela principal fornecedora mundial de fotografia médica — o paciente é fotografado para a criação de uma simulação 3D da cirurgia. Assim, é possível avaliar com maior precisão as possibilidades e limitações da rinoplastia.

O método também permite que o paciente informe ao cirurgião as mudanças que deseja, já que facilita a visualização do processo e do resultado final.

Dúvidas frequentes
- Posso escolher o formato do meu nariz?
O objetivo primordial de qualquer tipo de rinoplastia estética é realçar a beleza natural do nariz de maneira a torná-lo harmônico com a face e corrigir as peculiaridades que, porventura, incomodem o paciente, preservando a identidade.⠀O paciente sempre pode e deve opinar sobre qual é o formato do nariz que deseja, porém o resultado final vai depender de uma série de fatores. 
- Todo mundo pode fazer rinoplastia?
Qualquer um pode realizar a rinoplastia, porém em pacientes com problemas graves de saúde deve-se evitar qualquer procedimento cirúrgico. Além disso, em menores de 16 anos também existem algumas restrições para a realização da rinoplastia.

Nos demais pacientes, estando bem orientados e cientes das possibilidades do procedimento, a cirurgia pode ser realizada.

- Como se preparar para a rinoplastia?
Antes de mais nada, é preciso estar em boas condições de saúde e o otorrino irá solicitar exames de laboratório e/ou uma avaliação médica para garantir isso.

Pode ser necessário tomar certos medicamentos ou ajustar os atuais. Também é preciso parar de fumar com bastante antecedência à cirurgia e evitar tomar aspirina, anti-inflamatórios e medicamentos naturais, porque podem aumentar os sangramentos.⠀

- Quando há necessidade de uma segunda cirurgia?
Geralmente, a cirurgia secundária é indicada para pequenos retoques de assimetrias e cicatrizes. Mas também pode ser necessária quando a parte funcional não alcança o efeito esperado. 
- É possível perceber as mudanças e resultados de imediato?
Algumas mudanças podem ser vistas imediatamente após a retirada do curativo, porém o edema que faz com que o nariz pareça grande e largo demora aproximadamente 90 dias para começar a reduzir.⠀

O resultado final demora por volta de um ano para aparecer, devido ao lento processo de cicatrização e redução completa do edema.

- Quanto tempo dura a recuperação da rinoplastia?
Após a cirurgia, é preciso repouso absoluto em casa por dois dias. O uso de óculos fica proibido por trinta dias e as atividades físicas por duas ou três semanas.⠀

Após esse tempo, as restrições praticamente desaparecem, mas ainda se deve evitar o sol com o uso de protetor solar e chapéu por cerca de seis meses.

E-book
Preencha o formulário e baixe o e-book
Rinoplastia — Tudo o que você precisa saber para ter uma recuperação segura e tranquila
E-book
Preencha o formulário e baixe o e-book
Rinoplastia — Tudo o que você precisa saber para ter uma
recuperação segura e tranquila
Menu